Energia solar Caos

By 21 de maio de 2024Sem categoria

☀ Agora em maio/2024 uma série de grandes erupções solares e ejeções de massa coronal (CMEs), causaram a tempestade solar mais forte em duas décadas e uma das exibições de auroras mais impressionantes dos últimos 500 anos, e ainda não acabou.
🧲🌩️Tempestades geomagnéticas podem afetar redes elétricas devido à interação entre o campo magnético da Terra e as partículas carregadas que vêm do Sol. Quando uma CME atinge a Terra, ela provoca uma compressão e distorção do campo magnético, gerando correntes elétricas induzidas (GICs) na superfície do planeta.
🔌💡 Essas correntes são resultado de uma indução eletromagnética, um fenômeno onde mudanças rápidas no campo magnético terrestre induzem correntes elétricas em condutores, que, no caso das redes elétricas, são os cabos e equipamentos que transmitem energia. A superfície da Terra e as rochas subterrâneas conduzem essas correntes, que se espalham e podem entrar em infraestruturas metálicas como oleodutos, ferrovias e, principalmente, redes de transmissão elétrica.
Quando essas correntes induzidas entram nos sistemas de transmissão elétrica, elas podem causar uma sobrecarga nos transformadores, que são componentes essenciais para a distribuição de energia. Transformadores não são projetados para lidar com essas correntes contínuas, o que pode levar ao seu sobreaquecimento, à saturação do núcleo e a danos permanentes. Esse aumento de corrente elétrica pode causar falhas em componentes críticos da rede elétrica, como disjuntores e subestações, resultando em interrupções na distribuição de energia e, em casos severos, apagões em larga escala. O que afetaria todos os demais serviços de comunicação, já que mais de 90 % da nossa internet depende de corrente elétrica. Ou seja, dependendo das proporções que isso pode tomar, a falta de medidas emergências corretivas poderia nos levar ao caos.
Para mitigar os efeitos das explosões solares, várias medidas são implementadas. Agências espaciais como a NASA e a ESA monitoram a atividade solar constantemente, fornecendo alertas antecipados sobre tempestades solares.
Explicando de forma mais cientifica, o aumento do número de explosões solares está diretamente relacionado ao ciclo solar, que dura aproximadamente 11 anos. Durante este ciclo, o Sol alterna entre períodos de atividade mínima e máxima, conhecidos como mínimo solar e máximo solar. No máximo solar, a atividade magnética do Sol é mais intensa, o que resulta em um aumento de fenômenos como manchas solares, flares solares e ejeções de massa coronal (CMEs).
O ciclo solar é a principal razão para o aumento das explosões solares. À medida que o Sol se aproxima do máximo solar, o campo magnético torna-se mais complexo e instável, levando a um maior número de explosões solares. Durante o máximo solar, as linhas de campo magnético na superfície do Sol ficam mais torcidas e emaranhadas, o que pode causar erupções quando essas linhas se reconectam de forma explosiva.
hashtagti hashtagtelecomunicações hashtagenergia hashtagtempestade

Leave a Reply

SpainUSABrazil
Open chat